Anúncios

Security and Technology

Arduino

Paintball E-trigger: Gatilho Eletrônico para Marcador de Paintball

Novo projeto, protótipo de gatilho eletrônico para ser usado em marcadores de paintball.

O objetivo é desenvolver um gatilho de baixo custo com funcionalidade igual ou superior aos do mercado.

segue o vídeo:

Anúncios

Sistema de Automação Residencial (parte 2)

Segunda etapa do sistema de automação residencial de baixo custo utilizando o arduino e o ethernet shield.

Conforme mostrado no vídeo o protótipo é capaz de controlar 3 lampadas, portão eletrônico (adaptando o transmissor posteriormente) e um stepper motor que será responsável por trancar e destrancar uma porta.

As funcionalidades poderão ser controladas através de uma página web hospedada no próprio arduino.

.

.

No próximo post a ultima etapa do projeto e seu código fonte serão apresentados.

 

 


Arduino: Automação Residencial

O vídeo apresentado nesse post é a primeira etapa do projeto “Automação Residencial de Baixo Custo”.

Nesta primeira etapa apenas foram feitas as conexões entre os botões relês e o servo motor.

 

O código será postado em alguns dias.


Construindo um Robô Controlado via Rede

Um projeto muito interessante foi disponibilizado aos usuários da rede social Laboratório de Garagem. Nele o “Garagista” Marcelo Rodrigues apresenta um tutorial de como desenvolver um robô controlado por Wi-Fi, antes de apresentar o projeto vamos conhecer a iniciativa do Laboratório de Garagem:

“O Laboratório de Garagem é uma iniciativa voltada para a integração, colaboração e apoio aos desenvolvedores independentes de ciência e tecnologia, ou como gostamos de ser chamados: garagistas.

Somos uma rede social, um laboratório comunitário localizado em São Paulo, uma incubadora, uma loja virtual e um grupo de pessoas que acreditam que a próxima revolução pode (e vai) sair de uma garagem, ainda mais se ela estiver conectada a muitas outras garagens.”

Fonte: LabDeGaragem

Esse é um robô com 3 rodas feito com motores DC e controlado pelo Arduino com Shield Ethernet. As duas rodas da frente possuem tração, cada uma está ligada a um motor DC, a de trás gira e vira livremente.

Se os dois motores girarem para frente, o robô anda para frente, se o motor da direita gira para frente e o motor da esquerda gira para trás, o robô vira para a esquerda, e vice-versa para virar para a direita.

O robô é comandado por uma página HTML que ele mesmo gera trabalhando como webserver. Ou seja, você acessa o endereço IP configurado no programa feito para o Arduino e abre a página HTML que ele gera. Ela contém 3 botões: “esquerda”, “frente” e “direita”.

Quando se aperta um botão, o formulário da página HTML envia os dados via ethernet para o arduino+shield que interpreta e manda sinais para uma placa controladora. Essa placa foi feita com transistores operando como chave e relês de dois pólos e dois terminais, que invertem a polaridade dos motores conforme a direção que se pretende que eles girem.

Acesse o tutorial completo clicando aqui!

Para mais notícias, clique em “Siga @jcldf” no menu ao lado ===>


Arduino: Melhores Projetos

Como mencionado em artigos anteriores desse blog, o Arduino é uma plataforma de programação de código aberto que permite controlar facilmente eletrônicos conectados ao seu microcontrolador. Algum tempo o site Hack n Mod organizou uma lista dos melhores projetos desenvolvidos com o Arduino, segue a lista e alguns vídeos dos projetos em funcionamento:

  1. Make a Simple Wall Avoiding Robot
  2. Basic LED CubeLearn to Make LED Cubes
  3. How To Smell Pollutants
  4. XBee Wireless Accelerometer
  5. Breathalyzer Microphone
  6. Control Servo Motors with the Wii Mote Joystick
  7. Lo-fi Arduino Guitar Pedal
  8. Positional Memory with a Servo
  9. Miniature Pocket Piano
  10. Dirt Simple POV LED Display veja também Wireless POV
  1. How to Build a Self Balancing Segway-like Robot
  2. Website Visitor BlinkerChristmas Bell
  3. Turn Signal Biking Jacket
  4. DIY Musical Keytar
  5. Tweet-a-Watt Wireless Electricity Monitor
  6. RC Car Controlled Via the Web
  7. DIY Gaming with a 3D Controller
  8. SanguinoArduino with extra I/O pins
  9. Rocker Scale Measures how Hard You Rock
  10. Hack a NES Controller into a Security Keypad
  1. Interfacing with Maya and 3d Studio Max
  2. Web Based Servo Control
  3. How To Make A Daft Punk Helmet – (see also DIY Daft Punk Suits)
  4. Automatic Head Tracking with Arduino
  5. Pong with the Arduino
  6. Interactive gaming controller
  7. Marble Labrynth controlled using the WiiFit
  8. Connect the the web: Ethernet Shield
  9. Physical Gmail LED NotifiersRSS Notifier
  10. Robot that Reads and Speaks RSS Feeds
  1. Botanicalls Twittering Plants
  2. Wiimote Controlled Espresso Machine
  3. How to: High Speed Photography using the Arduino
  4. Controlling an RC Car with iPhone and WiiAnother version
  5. Etch-a-Sketch Clock
  6. Open source Game Boy
  7. Electronics Filled, Arduino Powered Room
  8. How-To: Make an RGB combination door lock
  9. Make a UAV Spyplane Using the Arduino
  10. Fantastic Arduino Laser Harp

Arduino Wireless Robot

Este projeto é uma amostra do potencial de criação possibilitado pelo arduino, conforme os desenvolvedores esse protótipo levou 7 meses para ser finalizado e a maioria de suas peças foram feitas por processo artesanal.

Especificações do projeto:

Communication : 2x Xbee Pro Serries 2.5 60mW 2.4GHz with 5dBi antenna

Wireless Video Transmitter: 2W 2.4GHz Analog Module with EasyCap USB video converter

Microcontroller : 1x Arduino Mega and 2x of Arduino with serial communication together

Wheel Motor & Drive: 2x of 250W bicycle motors, 418A FET speed control with H-bridge Relay

Airsoft Gun Trigger : RC Servo

Batteries: lead acid – 2x 7.5A 12V series together for 24V main power, 6V 5A for microntroller and sensor, 12V 2A for video transmitter, all fully regulated and auto power source swapping when some of batteries run out.

Maiores informações e o código fonte do projeto podem ser encontrados no site do desenvolvedor.


Freak Hardware: Arduino

Arduino,  é uma Interface baseada em hardware livre, projetada com um microcontrolador ATmega, que tem suporte a entrada/saída embutido. Sua linguagem de programação é uma implementação do Wiring, construída em Processing. O objetivo do projeto é criar ferramentas que são acessíveis, com baixo custo, flexíveis e fáceis de se usar por artistas e amadores. Principalmente para aqueles que não teriam alcance aos controladores mais sofisticados e ferramentas mais complexas.

Pode ser usado para o desenvolvimento de objetos interativos, ou ainda para ser conectado a um computador hospedeiro. Uma típica placa Arduino é composta por um controlador, algumas linhas de E/S digital e analógica, além de uma interface serial ou USB para interligar-se ao hospedeiro, essa interface é usada para programá-lo em tempo real. O Arduino originalmente não possui qualquer recurso de rede, porém é comum combinar um ou mais Arduinos usando extensões apropriadas chamadas de shield. A interface do hospedeiro é simples, podendo ser escrita em várias linguagens. A mais popular é a Processing, mas outras que podem comunicar-se com a conexão serial são: Max/MSP, Pure Data, SuperCollider, ActionScript e Java.

Fonte: Wikipédia

Por ser uma plataforma muito abrangente o Arduino não detêm um foco especifico em segurança da informação, porém nada impede que essa maravilhosa interface seja usada para fins correlatos. Como dito anteriormente o Arduino pode ser anexado a shields, que são placas de circuito impresso capazes de conferir novas funcionalidades à plataforma, entre elas a ethernet shield se destaca por conferir conexão com a internet ao Arduino, aumentando exponencialmente suas capacidades de interação. A ethernet shield se conecta a parte superior do Arduino sem nenhum tipo de solda, tornando sua instalação muito pratica graças a arquitetura modular da interface.

Apesar de não ser uma plataforma especifica para segurança da informação existem projetos destinados a esse fim circulando na internet, podemos ver um desses projetos no site Segurança Linux essa dica foi escrita pelo Analista de Segurança Luiz Vieira, trata-se de um projeto criado para monitorar ataques ARP Poisoning com Arduino.  Segue o vídeo:

 

 

Código para implementação:

Código do Arduino (Arp_Cop.pde):

int outPin = 11;
 int val;
 int arpPoison = 0;
 int red;

 void setup()
 {
 pinMode(outPin, OUTPUT); // sets the digital pin as output
 Serial.begin(9600);
 Serial.flush();
 }

 void loop()
 {
 // Read from serial port
 if (Serial.available())
 {
 val = Serial.read();
 Serial.print(val);
 if (val == 'A')
 {
 arpPoison = 1;
 for(red = 0; red <= 255; red+=5)
 {
 analogWrite(outPin, red);
 delay(30);
 }
 while (arpPoison == 1)
 {
 for(red = 255; red >= 25; red-=5)
 {
 analogWrite(outPin, red);
 delay(30);
 }
 for(red = 25; red <= 255; red+=5)
 {
 analogWrite(outPin, red);
 delay(30);
 }
 val = Serial.read();
 Serial.print(val);
 if (val == 'R')
 {
 arpPoison = 0;
 for(red = 255; red >= 0; red-=5)
 {
 analogWrite(outPin, red);
 delay(30);
 }
 }
 }
 }
 }
}

Script python:

import sys, subprocess, serial
 if len(sys.argv) != 3:
 print "syntax: " + sys.argv[0] + " <Network Interface> <Serial Interface>\n"
 exit()
 try:
 ser = serial.Serial(sys.argv[2], 9600)
 except serial.SerialException:
 print "Error: Could not setup Serial Port!"
 sys.exit()
 ettercap = subprocess.Popen("ettercap -i " + sys.argv[1] + " -TQP  arp_cop //", shell=True, stdin=subprocess.PIPE, stdout=subprocess.PIPE)
 try:
 while 1:
 inPut = ettercap.stdout.readline()
 inPut = inPut.split(' ')
 for msg in inPut:
 if msg == "(WARNING)":
 print "Arp Poisoning Detected!"
 ser.write('A')
 except:
 ser.write('R')
 print "Terminated!"
 #out = ettercap.communicate('q')[0]
 #print "Done!"

O código acima foi desenvolvido pelo site Infinity Exists, consultem o site para baixar os códigos fonte e o vídeo.

O Arduino pode ser comprado em diversas lojas de eletrônica como a Multilogica no Brasil, também pode ser encontrado a preços mais acessíveis no mercado livre e no ebay.