Programação para Smartphones e Tablets

O mercado de dispositivos móveis vem se popularizando nos últimos anos, cada vez mais, tablets e smartphones estão se tornando objeto de desejo dos brasileiros.  Segundo pesquisas recentes, a venda de smartphones no brasil cresceu 279% no ultimo ano.

Em 2009 cerca de 19 milhões de pessoas no mundo aderiram aos tablets, já no Brasil o consumo deste tipo de tecnologia chegou a 100 mil unidades vendidas em 2010, com previsão de venda de 300 mil dispositivos em 2011.

Alguns dos fatores essenciais para o consumo desses equipamentos reflete a mudança da maneira com que os usuários desfrutam da informação. Através de videos, fotos, artigos e redes sociais a tarefa de se informar dos acontecimentos recentes se torna muito prática e divertida.

Com o crescimento do mercado de dispositivos móveis um novo segmento se tornar indispensável, o poderoso hardware ostentado pelos aparelhos não se faz nem um pouco útil sem um sistema operacional conciso e uma grande gama de aplicativos.

Pensando como usuário final, de nada adianta possuir um aparelho poderoso se não houver aplicativos capazes de aproveitar todo o seu desempenho. Logo o mercado de desenvolvimento para dispositivos moveis vem crescendo exponencialmente, alimentado pelo aquecimento no mercado de tecnologia.

Um mercado com grande demanda e pouquíssimos profissionais capacitados oferece aos aventureiros oportunidades bem vantajosas, como grandes salários e a oportunidade de trabalhar em casa.

Nunca foi tao simples desenvolver e vender aplicativos. Os grandes nomes do mercado como a Apple e o Google possuem lojas virtuais onde os desenvolvedores podem se cadastrar e submeter seus aplicativos.

Pode-se lucrar de várias maneiras!

Segundo o Olhar Digital, o problema é que, especificamente no Brasil, essa expansão do mercado de aplicativos móveis enfrenta um desafio grande: a falta de profissionais capacitados a desenvolver esse tipo de solução.

“No caso do Brasil, já chegamos até a importar profissionais de fora. Importar desenvolvimento de aplicações dos EUA, Índia e, por incrível que pareça, até da China. Então essa falta de profissional aqui no mercado brasileiro pode estar travando ainda mais esse crescimento”, explica Danilo Altheman, diretor da Quaddro.

Outra saída encontrada pelas empresas para essa falta de sincronia entre oferta e demanda de profissionais especializados é procurar quem tenha algum conhecimento em programação e desenvolvimento de sistemas e treiná-los internamente.

Uma vez que sobram vagas no mercado, após a formação, o emprego é praticamente garantido. Mais do que isso, a remuneração é bastante atraente; os salários variam de R$180 a R$220 por hora trabalhada.

Danilo explica que “é uma área que estamos perdendo tempo e muito dinheiro. A ideia é conseguir focar e transformar esse país, que também é muito bem conhecido na área de desenvolvimento, mas transformá-lo em uma país de desenvolvedor de aplicações para dispositivos móveis”.

Fonte: Olhar Digital

Anúncios

Vulnerabilidade Afeta 99% dos Smarfones Android

Uma vulnerabilidade que afeta 99% dos smartfones com o sistema operacional Android 2.3.3 ou inferior foi descoberta por uma equipe de pesquisadores alemães, esta vulnerabilidade afeta apps que usam a autenticação conhecida como ClientLogin. Esta API supostamente aumenta a segurança dos apps sendo necessário o envio de usuário e senha de aplicações somente uma vez, apos essa validação o usuário do Android passa a se conectar aos diversos serviços através de um token.

No entanto as credenciais para o twitter, Google Calendar entre outras são submetidas de forma aberta, sem o uso de criptografia.

Assim basta a criação de hotspot Wi-Fi aberto com um nome sugestivo para que os usuários desavisados se associem a partir de seus smartfones, tornando possível a captura dos tokens de autenticação.

Resposta do Google:

Nos últimos dias uma notícia envolvendo a plataforma Android assustou os usuários ao revelar que dados pessoais estariam sendo expostos indevidamente ao acessar serviços como o Google Calendar e Google Contacts.

Em menos de 24h após a divulgação da vulnerabilidade, o Google respondeu com um ajuste “server side” – sem qualquer necessidade de que os usuários tenham que atualizar o software de seus celulares. Em outras palavras, o Google agora obriga uma conexão protegida https na resolução das credenciais de acesso.

“Estamos lançando uma correção que corrige uma falha de segurança em potencial que poderiam, em certas circunstâncias, permitir o acesso de terceiros aos dados disponíveis no Calendar e Contacts”, afirmou o Google em um comunicado. “Essa correção não requer nenhuma ação dos usuários e será disponibilizada mundialmente nos próximos dias.”

No caso dos Tablets com Android Honeycomb, como o Motorola Xoom e Samsung Galaxy Tab 2, a atualização também será feita por software. Por enquanto, o problema ainda persiste no Picasa mas a empresa já trabalha na correção.

Fonte: googlediscovery.com

DroidMap: Ferramenta de Segurança para Android

O Android está crescendo  rapidamente no mercado, ele já está em segundo lugar como sistema operacional utilizada por celulares, não é para menos, plataforma aberta e uma massa de desenvolvedores criando as suas próprias aplicações para ele.

Temos o caso dos desenvolvedores de segurança da informação criando verdadeiras aplicações e suítes de programas para o Android, é o caso do Droidmap que nada mais é que um mini-Debian, digamos assim, que roda uma boa quantidade de ferramentas capazes de sniffar redes a partir do seu celular.

Installation :

1 – Unzip  the .zip and .7z files and copy all the contents to /sdcard/debian/

2 – Run your preferred terminal emulator and run bash with su.

3 – Install debroid with – sh ./sdcard/debian/debian.sh

4 – Boot into debian with the following command – debroid and voila!

 

 

Rodando Ettercap:

1 – ifconfig eth0 promisc

2 – cd /root/tools/

3 – ./etrun

Para baixar o Droidmap é só clicar no seguinte link.

Fonte: Coruja de TI