SOLUTI – A história | CRYPTOID

SOLUTI – A história Regina Tupinambá

Vinícius Sousa, Flávia Dias, Jane Vieira Sousa e José Ancelmo de Sousa

A SOLUTI iniciou suas atividades em outubro de 2007, no Estado de Goiás.

Nesta data o seu idealizador, Cássio Vieira de Sousa, convidou seus irmãos, Flávia Dias e Vinícius Sousa, e sua mãe Jane Angélica Vieira Sousa, para fundarem a empresa. Todos com uma capacidade empreendedora muito forte identificaram no mercado um potencial muito grande.

Neste momento, o objetivo da empresa era suprir a demanda por serviços técnicos na área de Certificados Digitais, uma vez que existia uma demanda crescente para este serviço e a oferta não atendia.

A empresa entrou em operação, efetivamente, em abril de 2008 atuando como revendedora de mídias para Certificados Digitais e, também, como prestadora de serviços de consultoria técnica em Certificação Digital. Neste momento, iniciava-se a obrigatoriedade de emissão da Nota fiscal eletrônica para as micro e pequenas empresas e a SOLUTI oferecia o conhecimento necessário para a emissão destes documentos fiscais, além de instalação e configuração do sistema gratuito desenvolvido pela Sefaz-SP (Secretaria da Fazenda de SP). Aproveitando mais uma lacuna do mercado, a empresa desenvolveu e iniciou a oferta de serviços de consultoria especializada para implementação das regras do Simples Nacional para atender as Prefeituras.

Em decorrência de sua atuação no mercado de Certificação Digital cada vez mais forte, os acionistas perceberam a necessidade premente de integrar-se à Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP-Brasil) que é uma cadeia hierárquica e de confiança que viabiliza a emissão de certificados digitais para identificação do titular do certificado. No Brasil, o modelo adotado foi o de certificação com raiz única, sendo que o Instituto Nacional de Tecnologia da Informação – ITI além de desempenhar o papel de Autoridade Certificadora Raiz (AC-Raiz), também tem o papel de credenciar e descredenciar os demais participantes da cadeia, supervisionar e fazer auditoria dos processos.

Em resumo, esse movimento consistiu em credenciar a SOLUTI como uma Autoridade de Registro (AR) subordinada a uma Autoridade Certificadora (AC).

A Autoridade Certificadora (AC) é a entidade subordinada à hierarquia da ICP- ­Brasil, responsável por emitir, distribuir, renovar, revogar e gerenciar certificados digitais. Desempenha como função essencial a responsabilidade de verificar se o titular do certificado possui a chave privada que corresponde à chave pública que faz parte do certificado. Cria e assina digitalmente o certificado do assinante, onde o certificado emitido pela AC representa a declaração da identidade do titular, que possui um par único de chaves (pública/privada).

A Autoridade de Registro (AR) é uma entidade responsável pela interface entre o usuário e a Autoridade Certificadora (AC). Tem por objetivo o recebimento, validação, encaminhamento de solicitações de emissão ou revogação de certificados digitais às AC e identificação, de forma presencial, de seus solicitantes.

Em 2009, com o crescimento da empresa e do mercado, outros serviços foram acrescidos ao portfólio da empresa tais como:

Consultoria para empresas de segurança privada, capacitando-as para operar o sistema desenvolvido pela Polícia Federal para a Gestão Eletrônica de Segurança Privada (GESP),

E, a consultoria para advogados realizarem o peticionamento eletrônico nos diversos tribunais que estavam implantando seus sistemas de processos digitais.

Como parte de sua estratégia de obter mais visibilidade do público-alvo, a SOLUTI transferiu seu escritório para o bairro Setor Universitário, em Goiânia, localizado em frente à Junta Comercial de Goiás. A localização comercial estratégica deu muito resultado e trouxe bastante visibilidade para a marca SOLUTI.

Em dezembro de 2009, a SOLUTI obteve seu credenciamento como AR, vinculando-se à AC-Serpro. Foi a primeira AR privada, credenciada pelo Serpro no Centro-Oeste. As pesquisas de campo demonstraram que os clientes precisavam de uma experiência pessoalizada quando adquiriam os certificados, pois muitas vezes não sabiam o que estavam comprando. Por conta disso, o processo de atendimento da SOLUTI privilegiava a entrega dos certificados de forma simplificada e descomplicada, o que fez com que ela ganhasse a simpatia do público, proporcionando uma rápida expansão dos negócios, primeiro para outras cidades goianas e depois para outros estados do país.

Mais uma vez a visão empreendedora dos fundadores vislumbrou uma oportunidade estratégica de expansão dos negócios que era a possibilidade de transformar a SOLUTI em uma “fábrica” de Certificados Digitais, mas para isso era necessário credenciá-la como Autoridade Certificadora de Primeiro Nível.

Em dezembro de 2010, a SOLUTI iniciou o processo junto ao ITI para se credenciar como uma AC de 1º Nível. E não satisfeitos com isso, ao mesmo tempo, iniciou o processo para estruturar-se como uma empresa de tecnologia da informação e desenvolvimento de soluções corporativas com uso de Certificação Digital.

A empresa avançou na sua estruturação e promoveu a abertura de 8 canais comerciais para revenda de Certificados Digitais e equipamentos, transferindo conhecimento e o mesmo padrão de atendimento na prestação de serviço aos seus clientes goianienses.

Em fevereiro de 2011, apesar da morte prematura do seu co-fundador, Cassio Vieira de Sousa, em um acidente automobilístico, a empresa seguiu com o seu plano estratégico de longo prazo já traçado.

Nos anos de 2010 e 2011 foi constituída uma equipe de pesquisa e desenvolvimento encarregada de compreender os requisitos e projetar as soluções que atendessem às rígidas exigências da ICP-Brasil.

Em 2012, a empresa investiu, fortemente, para criar a infraestrutura necessária para suportar os processos exigidos para a auditoria de certificação do ITI. No mês de janeiro iniciou a construção de duas salas cofre, a principal no Rio de Janeiro e a outra em São Paulo. Essas estruturas são necessárias para abrigar os servidores que cuidam da autenticação dos Certificados Digitais. As obras foram concluídas em junho deste mesmo ano, quando se formou uma equipe técnica para a construção dos sistemas de controle, liberação e dos próprios Certificados Digitais.

Em março de 2012, a SOLUTI submeteu seu pedido de credenciamento como AC e no mês de setembro do mesmo ano foi credenciada como a 11ª Autoridade Certificadora de 1º Nível, sendo a primeira Autoridade Certificadora privada com capital integralmente nacional e constituída fora do estado de São Paulo.

Logo após o seu credenciamento, a empresa começou a comercializar, através de sua rede de Autoridades de Registro (AR) o Certificado Digital AC SOLUTI, o primeiro produto da empresa nessa nova fase.

Uma vez que a estrutura física estava implementada, iniciou-se a etapa seguinte do plano estratégico de longo prazo que era a profissionalização da sua gestão. Juntamente com este novo passo foram implementados os processos, com base na metodologia BPMN (Business Process Model and Notation) e um programa de canais para fortalecer o crescimento almejado pelo plano estratégico definido.

No primeiro semestre de 2012, os acionistas selecionaram e contrataram um profissional para ocupar o cargo de presidente executivo da empresa e foi criado um Conselho de Administração para acolher os acionistas, que se afastaram da gestão operacional e se voltaram para o plano de expansão global dos negócios. O executivo contratado teve como missão principal o alinhamento e implementação do plano estratégico traçado pelos acionistas ao plano de negócios para o período 2012-2015.

Em 2013, a empresa superou a marca de 100 mil Certificados Digitais emitidos, para um público de 85 mil clientes, entre pessoas físicas e jurídicas, públicas e privadas. Também foi o ano em que a área de PD&I percebeu a necessidade de atender uma demanda emergente no mercado de Certificação Digital, que foi a possibilidade de manter o Certificado Digital sempre à mão, com o uso de dispositivos móveis. Nesse sentido desenvolveu uma ampla pesquisa no mercado de software para selecionar uma solução para esse segmento e optou pelo processo de aquisição de uma participação em uma empresa.

A SOLUTI selecionou 5 empresas para aquisição de forma a complementar o desenvolvimento da solução e de seu plano tático. A e-SEC foi escolhida por ser uma empresa desenvolvedora de software, especializada na construção de soluções de Certificação Digital e que atendia aos requisitos técnicos. Em Dezembro de 2013 foi feita a integração definitiva da SOLUTI no capital da e-SEC, o que propiciou o desenvolvimento do primeiro Certificado Digital que pode ser utilizado em celulares de segunda geração, smartphones e tablets. Os certificados modelo A1 (armazenados nos dispositivos) já estão sendo comercializados e os demais modelos aguardam homologação por parte do ITI.

Em 2013, foi um ano de muitas realizações para SOLUTI. Promoveu a comercialização dos certificados SSL (Secure Socket Layer) através de uma parceria internacional com a GlobalSign. Neste mesmo ano, iniciou do processo junto ao ITI para seu credenciamento como Autoridade Certificadora do Tempo (ACT), a autoridade na qual os usuários de serviços de carimbo do tempo (isto é, os subscritores e as terceiras partes) confiam para emitir carimbos do tempo. E iniciou o desenvolvimento de uma plataforma para suportar a emissão de Certificados de Atributo e os estudos para a adoção de um novo processo de criptografia de dados, baseado em curvas elípticas, que são mais rápidas e usam chaves mais curtas, sendo mais adequadas para uso em aplicações para dispositivos móveis.

Em 2014 e 2015, foi um ano de amadurecimento da rede e de crescimento acelerado da capilaridade em todo Brasil.

Em abril de 2016, a SOLUTI inaugurou sua nova sede em Goiânia, um espaço moderno e aconchegante, com uma estrutura ampla no 19º e 20º andar do Edifício New York, situado na av. 136, setor sul. Atualmente são 15 lojas na cidade goianiense e mais de 1.800 Pontos de Atendimento por todo o Brasil.

Ainda neste ano, com o crescimento significativo das vendas de SSL a SOLUTI se torna primeira AC brasileira de SSL na hierarquia internacional da Globalsign e auditada pela WebTrust.

A SOLUTI é uma empresa reconhecida por importantes prêmios tais como o GPTW (Great Place to Work) figurando no ranking das melhores empresas para se trabalhar, as Pequenas e Médias Empresas que mais crescem no Brasil com o prêmio da Deloitte e Revista Exame, e foi eleita a empresa que mais cresce na região Norte e Centro-Oeste.

A empresa está em crescimento acelerado e se diferencia do modelo padrão do segmento por estar desenvolvendo soluções que priorizam a conectividade, mobilidade e a identificação digital das pessoas, das empresas e das coisas.

O post SOLUTI – A história apareceu primeiro em CRYPTOID. http://ift.tt/2ol9OpP http://ift.tt/2aM8QhC

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s